Episódio um: “Hallelujah”

Eu acho isso tão estranho, querido. – disse um homem, do qual se podia ver o brilho dos olhos sob o fraco reflexo da lua, mas não mais que isso. – Estranho? – querido respondeu. Uma nota tensa preencheu o vazio de ruídos da reserva. – Como? – É que… – a voz do homem…